banner


Seja bem-vindo.

Confira os contos finalizados e revisados de:

FICÇÃO CIENTÍFICA  -  FANTASIA  -  TERROR.


Interessado em tecnologia, design ou marketing? visite o Alfamídia Online, site de cursos online

terça-feira, 20 de novembro de 2012

Making Of da revisão do Último Rei Orco, cap 1.

Revisão do Capítulo I de Último Rei Orco.
Para esta análise fazer sentido, provavelmente seria interessante ler a versão original completa do Último Rei Orco.

1. A estrutura de capítulos está por demais fragmentada. Os capítulos 1 e 2 retratam uma única sequência de ação, e foram unidos.
2. O corte do capítulo 2 para o 3 está por demais abrupto. Não temos nenhuma informação se ocorreu dias depois da conversa de Makel com os deuses, ou meses ou mesmo anos se passaram. Alterado o início do cap. 1. para preparar a ação do cap. 3.
3. Alguns elementos que aparecem mais adiante no texto são agora referenciados na introdução, de forma a encaixá-los melhor no contexto: que foi o irmão de Makel que descobriu que os homens herdariam a terra; que os Orcos se dividem nas tribos de El e In. Uma referência a pessoas que seguem N-BIS é colocada.
4. O número de repetições da frase sobre os homens herdarem a terra está exagerada (vem da época em que o texto teria 5 ou 6 partes...).
5. Corrigida uma pequena inconsistência. Embora para avançar o enredo a pergunta crucial é por que os homens herdarão a terra, esta não é a pergunta essencial para Makel, e ele não desperdiçaria sua audiência com os Deuses com ela. Makel iria direto ao ponto de como pode impedir isto e salvar sua raça.
6. Nunca estive satisfeito com a forma como o contexto da criação das três raças foi colocado na versão original. 'Explicações' me parece que quebram muito mais a narração que a descrição da ação em si, além de me parecer que torna o texto menos profissional.
7. A participação de V-NU se tornaria muito maior da metade para o final da história do que inicialmente previsto. Assim, fez-se necessário ampliar sua presença na introdução, bem como lançar alguns elementos que são tratados mais adiante.
8. O final se torna mais consistente a partir desta nova introdução, em que se menciona explicitamente que é da água do primeiro lago que os homens surgem.
Questões pendentes...
1 - Na metade do texto há algumas indicações de que Makel tem uma personalidade mais profunda que outros Orcos - diferente dos outros, ele não sente prazer em torturar os humanos, agindo mais por necessidade de proteger sua raça. De alguma forma seria necessário trazer um pouco destas questões em algum momento anterior do texto. Makel não estava destinado originalmente a ser o Rei dos Orcos, nem era um exemplo de Orco guerreiro, mas isto precisará ser trazido, talvez em lembranças de sua história anterior, para dar mais consistência ao personagem.
2 - Pela importância de N-BIS na história posterior, seria interessante dar mais espaço a ele na sua primeira aparição, bem como aprofundar sua personalidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário