banner


Seja bem-vindo.

Confira os contos finalizados e revisados de:

FICÇÃO CIENTÍFICA  -  FANTASIA  -  TERROR.


Interessado em tecnologia, design ou marketing? visite o Alfamídia Online, site de cursos online

terça-feira, 24 de abril de 2012

O Último Rei Orco VIII

O Rei Goldemar, senhor de Asikli Hoyuk e único dos Grandes Reis dos Primeiros Homens que ainda vivia, entrou apressado pelas portas do  templo de JUS, aquele que os Orcos chamavam de Z-US. À sua espera, Hodekin, sacerdote e representante na terra do poderoso deus.

- É um prazer vê-lo no tempo de JUS, meu Rei. É uma pena que suas visitas são tão raras. JUS já começa a duvidar de sua fé e questionar se seus atos de louvor são sinceros.

- Não temos tempo para pregações, sacerdote. Os Orcos cercaram a cidade e nos atacarão a qualquer momento. Nossas muralhas não os deterão para sempre.

- Ah, nobre Rei, então não foi a fé que o trouxe aqui, mas o medo. O temor é uma dádiva dívina, mas se temes mais os Orcos e seu deus menor que o grande JUS PATER, nosso pai, então todos temos razão para nos preocuparmos. Quando a fé de um Rei falha, todo seu povo corre perigo.

- Agora zombas de mim, sacerdote? Uma a uma, as cidades dos homens cairam. Acaso eles também não eram filhos de JUS? E o que acontecerá quando Asikli Hoyuk, a primeira cidade dos homens, cair? Quem irá louvar JUS, então? Ele virará um deus menor, caído aos pés do J-VA dos Orcos?

- Contenha suas palavras, Rei Goldemar! - A voz de Hodekin agora mais alta que a do Rei - Estás na casa do poderoso JUS PATER, cujo poder é infinitamente maior que o seu. JUS PATER cuja palavra é a verdade. Não blasfeme novamente nesta casa.

No silêncio que se seguiu, ambos, rei e sacerdote, se encararam. O Rei Goldemar foi o primeiro a abaixar os olhos. Respirou fundo e falou em voz mais contida.

- Perdoe-me se minhas palavras ofenderam a JUS PATER, mas elas não são menos sinceras por serem ofensivas. O que será de nosso deus, se a última cidade dos homens cair? Ele tem que nos salvar, nesta que é a hora mais desesperada de seu povo.

- Não pense que nada tenho feito. Eu orei a nosso deus por toda esta manhã, meu Rei. Três virgens dançaram aos sons da primeira canção, enquanto eu perguntava o que deveríamos fazer, e cada uma com uma voz me deu uma resposta.

- O que elas disseram? O que devemos fazer?

- O que elas disseram é destinado apenas ao ouvido dos mais santos entre os homens. O que você deve fazer, porém, meu Rei, eu posso lhe dizer. Traga seus dois filhos aqui, agora! Eles são a chave de nossa salvação. Eles, com sua fé e a palavra de JUS PATER, têm o poder de vencer o Rei dos Orcos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário