banner


Seja bem-vindo.

Confira os contos finalizados e revisados de:

FICÇÃO CIENTÍFICA  -  FANTASIA  -  TERROR.


Interessado em tecnologia, design ou marketing? visite o Alfamídia Online, site de cursos online

sexta-feira, 20 de abril de 2012

O Último Rei Orco VII

A voz de J-VA, Aquele que um dia foi o Último Rei dos Orcos aproximou-se de seus filhos, do que vivia e do que estava morto.

- Deixe Cãn partir. Mais nenhum sangue de In ou de El será derramado esta noite.

Seth foi o primeiro a se ajoelhar ante o milagre a sua frente, seguido em instantes por todos os Orcos, enquanto olhavam, admirados, para seu Rei.

- Meu pai, como é possível? Seus olhos, sua mão? Cãn disse que o viu morrer em seu sonho. - A visão era assombrosa. O Rei parado, os Orcos ajoelhados a seu redor. Sua mão esquerda tão perfeita quanto a direita, seus olhos intactos, sem cicatrizes, como se ele nunca houve usado o olho do dragão.

- Cãn disse a verdade! Makel, Último Rei dos Orcos, está morto. Eu sou a voz de J-VA. Eu fiz a última viagem, a viagem da qual não há retorno, e retornei.

- Mas Cãn matou Ab, meu pai, e agora mesmo desaparece de nossa vista, à distância. Deixe-me trazê-lo para seu julgamento.

- Não. Ele deve partir. Ele e a tribo de In. Eu vi as visões que apenas os mortos vêem, eu soube verdades que não pertencem ao mundo dos vivos. Cãn e sua tribo devem partir, Seth, esta é a vontade de J-VA. Sete mortes J-VA trará para aquele que matar Cãn ou qualquer um de sua tribo, e nós não queremos esta maldição para nós.

- Então a morte trouxe de volta meu pai e levou meu irmão. Ab deu sua vida por mim, mas daria dez vezes por você, meu pai.

Aquele que foi o último Rei dos Orcos não respondeu. Ele se aproximou e se ajoelhou ao lado do corpo de seu filho morto, sua mão direita puxando um cantil que estava amarrado em sua cintura, para em seguida derramar um punhado de água cristalina no rosto ensanguentado.

- Esta é a água do primeiro lago. Ela lhe dá um novo nome, lhe dá uma nova vida.

- Você agora tem poder para levantar os mortos, meu pai? - Seth perguntou. Aquele que um dia foi Makel olhou para o corpo a seu lado, como se esperasse para saber como responderia a pergunta.

A voz de J-VA então se levantou - Se fosse para Ab viver novamente, ele se levantaria e nos seguiria. Ao que parece ele não nos seguirá para Asikli Hoyuk.

-Asikli Hoyuk? Então a última batalha irá começar.

- Ouça-me, Seth. Ouça-me todos, pois minhas palavras são as palavras de J-VA. Iremos a Asikli Hoyuk, exterminar os humanos de uma vez por todas. Nenhum homem deve sobreviver, e nenhuma mulher que possa trazer um homem em sua barriga. Então, matem agora todos os rapazes, e também todas as mulheres que já alguma vez se tenham deitado com um homem; as restantes deixem-nas em vida e podem levá-las convosco, pois elas não poderão gerar filhos homens. Estas foras as palavras de J-VA, que agora repito a vocês, meu povo.

E assim, a voz de J-VA, que um dia foi o Rei Orco, partiu, com seu exercito, para o último bastião do homem.

Só muito depois, quando já era noite novamente, Ab El despertou de sua morte, confuso, e partiu também, mas sem rumo e sem saber por que vivia.

Ele não voltaria a encontrar seu pai.

Nenhum comentário:

Postar um comentário