banner


Seja bem-vindo.

Confira os contos finalizados e revisados de:

FICÇÃO CIENTÍFICA  -  FANTASIA  -  TERROR.


Interessado em tecnologia, design ou marketing? visite o Alfamídia Online, site de cursos online

quinta-feira, 3 de maio de 2012

O Último Rei Orco XII

No alto da muralha, os soldados comemoravam. A tensão havia atingido o máximo quando os portões da cidade foram abertos, e muitos estavam preparados para o pior, mas nem um único Orco ousou pisar dentro de Asikli Hoyuk.

Do alto das muralhas eles assistiram a lenta caminhada das duas crianças, cercadas pelos guerreiros inimigos, mas indiferentes a eles. Flechas caiam a poucos passos de seus pés, Orcos deixavam as armas no chão antes de se aproximar delas, e, por fim, formaram apenas uma escolta que acompanhou as crianças até elas sumirem da vista, em uma pequena floresta além da cidade.

Lá do alto dos muros, em meio as comemorações, um homem se mantinha calado, o rosto fechado, sem demonstrar emoções. Sua cidade talvez fosse salva, o poder de JUS PATER talvez se mostrasse maior que o dos Orcos e de seu deus J-VA, mas eram os seus filhos que estavam lá, os filhos que sua mulher morreu para dar a luz. E, naquele momento, eles eram mais importantes que qualquer deus e qualquer cidade.

- Meu senhor - um homem se aproximou, e sussurrou no ouvido do Rei Goldemar - eu preciso lhe falar em particular.

O Rei virou seu rosto e viu que era Abadi, um dos soldados de sua guarda. - Eu não posso sair daqui, agora. Eu vou esperar, na muralha, até meus filhos voltarem.

- Eu tenho que insistir meu Rei.

- O que quer que seja, com certeza pode esperar, a menos que me diga que os Orcos estão invadindo a cidade. E, pelo que vi, todos eles seguiram meus filhos.

- É minha irmã, meu senhor - a voz sempre em um sussurro, e o Rei reparou então que Abadi usava um capuz sobre o rosto, como se não quisesse que vissem que ele estava ali - ela o espera, escondida, em seus aposentos, para onde a levei. Ela precisa lhe falar uma coisa.

- Abadi, meus filhos receberam uma missão diretamente de JUS PATER, e não sei se eles retornarão dela. Nada é mais importante para mim que isto.

- É por isto que ela deseja lhe falar, meu senhor. Minha irmã é uma das virgens do templo de Hodekin. Uma das virgens que recebeu a mensagem de JUS PATER.

- Então, ela é uma das que revelou a Hodekin que meus filhos se tornariam armas de nosso deus - a voz do Rei, até então contida, finalmente deixando escapar um pouco de sua dor e revolta.

- Não, meu senhor. Ela precisa lhe falar porque ela é uma das que sabem que Hodekin mentiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário