banner


Seja bem-vindo.

Confira os contos finalizados e revisados de:

FICÇÃO CIENTÍFICA  -  FANTASIA  -  TERROR.


Interessado em tecnologia, design ou marketing? visite o Alfamídia Online, site de cursos online

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Despertar no Ano 50.000 2/6

      Eu me sentei de novo na cama e respirei fundo. Era óbvio que eu precisava urgentemente entender com o que eu estava lidando. Uma intuição me veio a mente, e falei, quase sem pensar:
   - Vocês são alienígenas? Alienígenas que estão decidindo se a humanidade merece ser ressuscitada, é isto?
   A pessoa a minha frente permanecia parada, a postura totalmente reta. Rígida demais para ser natural, percebi.
   - A resposta mais simples seria 'não'. Não existem alienígenas, pelo menos não no Universo conhecido. Somos descendentes diretos das pessoas de sua era.
   Ele falava da uma forma curiosa, eu já havia percebido. E me dei conta que seria muito importante entender de forma precisa o que ele dizia com suas frases cheias de condicionantes.
   - E uma resposta menos simples?
   - Uma resposta mais completa teria que incluir o aspecto de que sua compreensão de alienígenas, baseada nos conhecimentos científicos e na cultura popular de sua época, remete a seres que são muito mais próximos de vocês mesmos do que nós somos. Sob esta ótica, do seu ponto de vista, nós somos mais alienígenas do que os alienígenas de seus filmes de ficção científica.
   - No entanto vocês se parecem conosco. Ou esta não é sua verdadeira forma?
   - Fisicamente, nós não nos parecemos em nada com os homens de sua era. Quanto a esta ser minha verdadeira forma, é uma pergunta que não faz sentido. Infelizmente eu receio que, ao contrário dos outros homens que despertamos, você vem de uma era em que a realidade consciente era restrita ao que podemos chamar de Realidade 1. Não havia necessidade, para os propósitos de seu despertar, de criarmos um corpo humano na sua Realidade. Estamos em uma Realidade 2, e tudo aqui, inclusive eu e você, não tem existência na Realidade 1 exceto como fluxos de informação. Mas agora fomos além de sua capacidade de compreensão, portanto peço que ignore esta questão por enquanto.
   - Você está dizendo que estamos em uma realidade simulada? Foi isto que você quis dizer antes, quando falou que nossos corpos físicos não existiam mais? - Eu olhei para meu corpo. Era eu, sem dúvida, mas um 'eu' no auge da minha juventude e forma física. - O que vocês fizeram foi criar uma simulação minha com base na minha mente, nas minhas memorias? É isto que você quer dizer com Realidade 2?
   - Estou surpreso. O que você acabou de descrever é mais próximo da realidade que julguei que seria sua capacidade de compreensão. O homem mais antigo despertado anteriormente pertencia ao final do século XXII. Nós assumimos que você seria primitivo demais para entender os contextos envolvidos aqui. Sua compreensão irá facilitar nosso trabalho.
   - E qual é este trabalho? Você disse que queria que eu o convencesse a não destruir todas as pessoas congeladas, é isto?
   - Sim. Eu estou aqui para prepará-lo. Devo ambientá-lo e responder todas as suas dúvidas. Depois teremos um encontro com um grupo decisório, e você terá a chance de expor argumentos em defesa da continuidade da existência dos humanos congelados. Estou usando 'congelados' para seu benefício, embora talvez tenhas a compreensão que eles são neste momento apenas dados armazenados.
   - Eu entendi isto. E por que eu?
   - Escolhemos aleatoriamente. Você é o décimo e último homem que despertamos para que nos demonstre uma razão para não apagarmos definitivamente seus registros de existência. Sua audiência de decisão é a última que será realizada. Embora não queira ser melodramático, é fundamental que entendas o que está em jogo aqui. Depende de você convencer o grupo de decisão, e garantir a preservação dos registros de 2,5 bilhões de seres humanos.
   - O que houve com as nove pessoas que vocês despertaram antes de mim?
   - Eles não tiveram sucesso em nos convencer.


Nenhum comentário:

Postar um comentário