banner


Seja bem-vindo.

Confira os contos finalizados e revisados de:

FICÇÃO CIENTÍFICA  -  FANTASIA  -  TERROR.


Interessado em tecnologia, design ou marketing? visite o Alfamídia Online, site de cursos online

sábado, 13 de outubro de 2012

O Último Rei Orco - Epílogo

(Confira a revisão mais recente de toda a história em http://www.aventuraeficcao.com.br/p/o-ultimo-rei-orco.html)


   Ela os seguiu por dias sem fim, em silêncio, invisível, e esperou a beira do lago.

   Ela não buscava vingança contra eles. Só havia um que ela queria vingar, pelo que Anubis lhe revelou em seus sonhos, e ela esperava o momento certo, mas o rei dos orcos matou Hodekin por ela.

   Quando todos os orcos partiram - e para ela eles sempre seriam orcos, não importa como se chamassem - ela caminhou até o primeiro lago, agora quase seco.

   Em breve deus cairiam, deuses morreriam. Sem a fé para mantê-los existindo, não haveria espaço para eles.

   E para ela?

   A água queimava sua pele, como se fosse fogo, quando ela entrou no lago, e se deitou para que a água a cobrisse. Não era apenas um batismo. Era um renascimento. Seu corpo se incendiando dentro da água, virando cinzas.

   Quando, por fim, ela saiu do lago, já não havia ferimentos. Sua mão era sua, sua lingua, sua voz, mas era um novo corpo que ela usava. E Anubis a esperava.

  - Venha, minha filha. Mas primeiro, diga-me o nome que escolheu para si.

   E ela sorriu para o deus Anubis

  - Bast.

Nenhum comentário:

Postar um comentário